O SEU PORTAL NA BAHIA

Notícias Eleições 2022

Leo Prates propõe vale transporte e enxoval para grávidas de áreas sem cobertura de Saúde

A indicação apresentada na ALBA quer garantir a realização dos exames pré natal

Leo Prates propõe vale transporte e enxoval para grávidas de áreas sem cobertura de Saúde
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O deputado estadual Leo Prates (PDT) protocolou nesta quarta-feira (26), um projeto de indicação ao executivo que propõe a criação do programa “Mãe Bahia” que tem por objetivo conceder auxílio transporte para mulheres grávidas realizem as consultas e exames pré natal, permitindo que mãe e bebê tenham um desenvolvimento saudável e reduzindo os riscos para ambos durante e após a gestação. O programa indicado por Prates segue os moldes do “Mãe Salvador”, regulamentado pela Prefeitura da capital baiana quando o deputado ocupava o cargo de secretário municipal da saúde.

Segundo o texto da proposição, o Programa Mãe Bahia deve garantir a captação precoce e a adesão de gestantes beneficiárias do Auxílio Brasil, às consultas e exames do pré-natal, preferencialmente, até a 12ª semana de gestação. Na prática, a proposta é conceder às gestantes de regiões sem cobertura de saúde adequada: 24 vales-transporte ou bilhetes eletrônicos identificado com o nome da gestante, de uso pessoal, intransferível, a serem utilizados para realização de 7 consultas de pré-natal, 3 exames diagnósticos, 1 visita de vinculação à Maternidade de referência e para 1 consulta de puerpério/recém-nascido.

Para incentivar ainda mais a participação no pré-natal, as mães que comprovarem, após a 25ª semana de gestação, que realizaram todas as consultas e exames do pré-natal, receberão 1 Kit enxoval básico para cada bebê que nascer com vida.

O deputado explica que a iniciativa partiu do contato com gestantes e puérperas de diversas regiões da Bahia, durante as viagens que tem realizado pelo interior. “As dificuldades enfrentadas por essas gestantes que moram principalmente em distritos mais afastados do centro urbano dos municípios são enormes, fazendo com que muitas delas não consigam realizar as consultas e exames pré natal, que possibilitam a identificação de doenças como a sífilis congênita, que pode ser transmitida de mãe pra filho, causando deformidades no bebê”, aponta. “Espero contar com a sensibilidade dos meus colegas parlamentares na aprovação dessa importante matéria que certamente terá um impacto positivo na vida de milhares de famílias da nossa Bahia”, completa.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!