O SEU PORTAL NA BAHIA

Notícias Mundo

Jovem de 23 anos é preso por vender filha recém-nascida na Bolívia

Segundo o Ministério Público do país, houve um aumento de 12,14% nas denúncias de crimes de violência de gênero que atingem mulheres, meninas, meninos e adolescentes

Jovem de 23 anos é preso por vender filha recém-nascida na Bolívia
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Um jovem de 23 anos está sob custódia na Bolívia acusado do crime de tráfico de pessoas após vender sua filha de quase um mês e meio por US$ 287, aproximadamente R$ 1.560, por uma publicação na internet. O acusado é Faustino C.M. que, antes de consumar a entrega, “teria postado [o anúncio] nas redes sociais oferecendo a criança”, inicialmente por US$ 690, cerca de R$ 3.750, segundo disse à imprensa nesta terça-feira, 12, o diretor da Força Especial de Combate ao Crime da cidade de de Santa Cruz, Júlio César Cossio.

O pai da criança e a compradora devem agora comparecer perante um juiz que avaliará as acusações de tráfico de pessoas, além de adoção ilegal. A possibilidade de o homem ter decidido vender a menina “motivado pela aquisição de um telefone celular” também será avaliada, segundo o comandante da Polícia de Santa Cruz, Erick Holguín. Em relatório recente publicado também nesta terça, o Ministério Público da Bolívia apurou que entre 1º de janeiro e 30 de junho houve um aumento de 12,14% nas denúncias de crimes de violência de gênero que atingem mulheres, meninas, meninos e adolescentes. Nesse período, foram registrados 24.918 casos e, segundo o relatório, os crimes mais comuns são abuso sexual e estupro, além dos casos de estupro de menores.

*Com informações da EFE

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!