O SEU PORTAL NA BAHIA

Coluna/Opinião

Geraldo da Dra. Raissa, o herói invisível

Por Kevin Eleto

Geraldo da Dra. Raissa, o herói invisível
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Hoje, em gente de verdade, escolhi alguém que para muitos é um dos heróis dos nossos tempos modernos, pelo menos aqui em Porto Seguro na Bahia, tal herói vou tentar descrever sem emoção, porque fui um dos pacientes de Covid 19, junto com minha família da Dra. Raissa, esposa dele. E com falar de um herói, o que posso dizer é: eu vim, vi e vivi junto com eles quase tudo, aquilo que testemunho e lembrando escrevo para vocês.

A história que muitos sabem, e é verdadeira, são as do trabalho da médica Raissa Soares durante a pandemia de Covid-19 e de seus esforços para salvar vidas. A médica baiana elaborou protocolos e fórmulas medicamentosas, e pedagogicamente treinou outros médicos no manejo desses medicamentos com o propósito de salvar aos adoentados e acamados do Coronavírus. Ela é uma espécie de cientista mesclada com médica de ponta de atendimento do SUS. Aliás, sou do tempo dos primeiros pacientes dela e vi chegar até os 6000 mil atendidos. Sua luta para atender o máximo possível de pacientes, lhe custou menos 6 quilos, mas em compensação o entusiasmo e a satisfação de ver clinicamente seus pacientes sobreviverem, acumulando altíssimos números de recuperados, com entusiasmantes resultados em Porto Seguro, trazendo publicidade e propaganda positiva para nossa cidade que antes era conhecida nas páginas policiais de antro de políticos corruptos e drogas e assassinatos. Agora a cidade referência do combate a crise pandêmica que aterrorizou o mundo. Além disso, trouxe a atenção e o reconhecimento do presidente da república pelos serviços prestados da Dra. Raissa junto ao povo portosegurense, fazendo de Porto Seguro um forte de guerra defensor das vidas que estivessem na cidade ou adentrasse, indo contra um inimigo vindo de fora que rugia querendo tragar vidas a todo instante na cidade. A médica recebeu o apoio do Presidente Jair M Bolsonaro este enviou-lhe cloroquina o medicamento principal que compunha suas fórmulas contra a peste perniciosa chamada Covid 19. E quando se descobriu que a médica vem de um passado Bolsonarista, e já no aumento do já aumentado anseio da população baiana por gente que trata gente no meio político que é escasso a quase zero, a colocou como uma das maiores políticas “outsiders” das eleições para 2022 em nosso estado.

Existe uma outra parte dessa história, que ficou fora dos holofotes da mídia e da política. Uma parte que possibilitou a Bahia e o Brasil a conhecer o fenômeno chamado Raissa Soares. Que no momento necessário foi a base forte e estruturada, que possibilitou que a doutora tivesse maior liberdade em realizar seu chamado a salvar vidas. Esse que organizou e liderou junto com a doutora e seus filhos de ir contra a morte que assolava famílias inteiras muitas vezes, o mesmo trouxe paz espiritual à medica e família, segurança psicológica e que foi capaz de absorver todas as investidas negativas dos políticos de esquerda e das ratazanas da politica, afim de proteger e blindar sua amada, para que a mesma pudesse exercer sua função que pelo que vimos e testemunhamos salvou milhares de milhares entre mães e pais de família, e vimos que ela ama muito ser médica. Fácil ver de fora e depois que tudo passou, tenho certeza que sem o seu marido ela teria 100 vezes mais problemas do que teve. Estou falando do seu marido Geraldo Soares que realizou e liderou durante anos, a missão e o propósito de salvar vidas custe o que custar.

O ˜Geraldo Apóstolo˜ ficou mais conhecido no meio como “Geraldo da Dra. Raissa", e pelo que vi nunca se sentiu menor por isso, e sempre diz quando é perguntado sobre incomodo de ser mais conhecido por ser marido da médica: “ter um nome atrelado a uma heroína é honra.” Na verdade o “Geraldo Apóstolo” como é chamado no meio evangélico pentecostal, abriu mão, em várias oportunidades, de seu próprio EU, demonstrando ter nenhuma vaidade e orgulho, cedendo sua vida e a vida da sua própria família em prol de algo muito maior do que seus meros desejos e anseios pessoais. E para servir a população durante a “guerra pandêmica” com milhões de mortos pelo mundo, foi travada nesse momento triste e de pânico no nosso meio em Porto Seguro. Utilizo a palavra guerra, pois a postura de Geraldo nos últimos tempos foi a de um verdadeiro e bem sucedido GENERAL.

O Geraldo da Dra. Raissa representou e continua para nós uma figura importantíssima do extremo Sul da Bahia, organizando e participando de todas as mobilizações feitas em Porto Seguro pelos empresários contra os decretos do Governo Municipal e Estadual, que visavam o fechamento do comércio, da hotelaria e dos segmentos do turismo. E sempre o encontrava discursando e incentivando para que acreditássemos no protocolo de tratamento médico contra o Covid 19 feito pela esposa e que estava salvando vidas, mas também ele motivava que outros municípios também se movimentassem a favor do tratamento e contra os decretos e medidas tirânicas que vinham com ações descabidas realizadas naquela época pelo Governador da Bahia e seus prefeitos capachos. Geraldo da Dra. Raissa sempre pregou que Porto Seguro podia ficar aberta e com medidas cautelares, mas sempre aberta, assim foi, e estava certo. Evitou muitas falências no meio empresarial e muito desemprego, ficou Porto Seguro sempre aberta, exceto um mês nesses dois anos. Isso fez com que no primeiro ano havia era reformas e novas construções na nossa cidade que precisa do turismo mais que tudo. Apenas usando o protocolo de profilaxias que evitam as pessoas pegarem o Covid 19, e aquelas pessoas que pegavam a doença eram tratadas com o protocolo de tratamento precoce. E assim foi e deu certo.

E como toda árvore que dá bons frutos, recebeu pedradas e muitas pedradas. E não seria diferente com a família Soares, porém o seu patriarca, trabalhou incessantemente para desfazer tudo que tiravam da sua família, principalmente da Dra. Raissa: Tiravam os medicamentos por confisco e ele organizava arrecadações de dinheiro junto ao empresariado e repunha os medicamentos quer faziam parte da consulta da Dra. Raissa. Demitiram a doutora 2 vezes, todas a mando sendo que a primeira foi no Hospital Estadual Luiz Eduardo Magalhães, com anuência e regozijo do Governador da Bahia, Rui Costa, e outra do centro Covid 19 pela Prefeita Cláudia Oliveira por também pressão do Governador baiano. E na mesma semana já estava agindo o marido da doutora conseguiu aumentar os plantões da esposa no Hospital Unimed Navegantes em Porto Seguro, único emprego restante. E depois dessas ações ajuntou toda a família e fez uma nova logística para salvar vidas, entusiasmados porque o protocolo da Dra. Raissa estava funcionando e curando as pessoas. Gastou todas as suas economias para manter tudo funcionando dentro de seu lar, por terem seus recursos provindos do setor público reduzidos, por conta das demissões e perseguições políticas, e junto com a redução, também dos recursos da iniciativa privada. Pois todos os planos de saúde pagavam apenas a primeira consulta e as demais não. E com só um livro de sua autoria estava vendendo bem na amazon.com, mesmo havendo um “boom” de compras pela internet, as pessoas estavam mais preocupadas de comprar alimentos e água e roupas e se entreter com coisas do tipo Netflix.

Seu trabalho passou a ser organizar todas as “lives”, entrevistas, principalmente quando a doutora chegava do trabalho, notas informando ou desmentindo algo, comunicados junto a imprensa, e combater os “Fake News” contra a Dra. Raissa, vindos de jornais de grande porte como Estadão, UOL, Folha de São Paulo e Globo, imprensa baiana esquerda, jornais locais de Porto Seguro e região. E combater, o tempo todo, o “staff” da prefeita época 2020, que se virou contra a médica a mando e pressão do Governador, em tese penso assim. E por ironia a prefeita se virou contra a doutora logo depois da médica salvar a vida da Prefeita que pegou a doença Covid e já estava acometida com mais de 50% do pulmão tomado, foi salva, logo depois da prefeita ser tratada e receber alta a mesma perseguiu e demitiu sem dó nem piedade a Dra. Raissa. Coisas de políticos baianos perversos. Enfim, o Geraldo da Dra. Raissa gravou todos os vídeos dela, inclusive o mais conhecido que foi o pedido de ajuda ao presidente, que rapidamente respondeu com envio de medicamentos. Juntos formularam os conteúdos para informar todo Porto Seguro, a Bahia, o Brasil e mais de 6 países que buscavam socorro. Geraldo, também utilizou muito suas habilidades com relações interpessoais, derivadas de sua extensa vida pastoral, ele sabe como lhe dar com pessoas e juntamente com seu lado estrategista muitos feitos na área da saúde foram realizados em Porto Seguro, como:

 

  • Plano de contenção contra a Covid 19 no município de Porto Seguro, usando todas as armas: profilaxia, tratamento precoce e logo posterior a vacina;

  • Montou junto com a farmácia da Secretaria de Saúde a distribuição de medicamentos que combatiam o Covid 19, com a apoio do secretário de saúde à época sensibilizado com as mortes, e isso se intensificou em 2021,

  • Um dos maiores feitos foi propor e convencer os donos das farmácias em entregar mediante receita médica, o principal medicamento de tratamento da Covid, hidroxicloroquina, sem cobrar dos pacientes. Foi ao todo sete farmácias que aderiram em toda cidade e distritos; Arraial da Ajuda, Trancoso e Caraíva; podemos citar a farmácia do Povo com 4 unidades em Porto Seguro.

  • Formou uma equipe voluntária que organizava agendamento de atendimento de pessoas doentes (em alguns casos já asfixiadas) e essas não tinham dinheiro para pagar o tratamento, mesmo assim eram atendidas e salvas,

  • Montou junto com os filhos Pedro Soares e Marcelo uma agenda de encaixes de pessoas doentes e muitas vezes em pânico com medo de morrer, que vinham de outras cidades, regiões e até mesmo outros estados. Pois não encontravam em seus locais, médicos tratassem de Covid, muitas vezes por doutrina médica ou por medo de perder o emprego. Vários “forasteiros” foram atendidos, mais ou menos 70 pacientes por dia, entre pacientes clínicos e até mesmo internados, que vinham com graves problemas respiratórios;

  • Fez o plano de contenção de profilaxia e comprou os kit´s de profilaxia, medicamentos e vitaminas que bloqueavam o vírus nos corpos das pessoas; segundo o protocolo de Porto Seguro feito a quatro mãos,

  • Incentivou o empresariado local a fazer uso dessa profilaxia, em funcionários que trabalhavam muito expostos ou público, a fim de minimizar os riscos de contrair Covid. Tal medida foi amplamente utilizada na hotelaria e comércio portosegurense;

  • Idealizou e realizou o encontro dos médicos da ponta e os cientistas que estavam tratando e buscando medicamentos novos para tratar a população, e assim nasce o Força Médica Nacional, encontro realizado no Eco Resort de Arraial da Ajuda, a maioria dos médicos chamados foram para CPI do Covid depois.

  • Arrecadou junto a entidades empresariais da região (ABIH, UniLideres, Rotary Club de Arraial da Ajuda, Abrasel, Sate de Trancoso) dinheiro para comprar medicamentos como: hidroxicloroquina e ivermectina, vitamina D e zinco, foram mais de 9 mil tratamentos bancados; reuniões e acertos todos feitos e com êxito total de evitar que os funcionários dos estabelecimentos fossem contaminados pelo vírus vindos por turistas,

  • Intercedeu junto aos donos da indústria farmacêutica produtora de medicamentos hidroxicloroquina e ivermectina que mandaram mais de 45 mil comprimidos de hidroxicloroquina e 30 mil ivermectinas entre milhares de vitaminas D, A e zinco de 30mg.

  • Intercedeu por vitamina D e zinco que foi mandado pela Arese indústria farmacêutica, ação essa que salvou milhares de vidas, durante 18 meses.

  • Juntamente com a Dra. Raissa, requereram junto ao Ministério da Saúde e outras organizações a doação de respiradores. Ao todo conseguiram 22, sendo 15 unidades da KT (marca líder de mercado), 5 da indústria mineira chamada Inspirar e mais 2 respiradores politécnica da USP. Tal ação ajudou a salvar centenas de vidas em Porto Seguro e região, haja visto que nesse mesmo tempo o Governador da Bahia havia fechado algumas unidades de UTI COVID do hospital do Estado em Porto Seguro.

  • O Geraldo da Dra. Raissa idealizou e fez junto com os designers o card do Covid 19 que descreve para a população as informações de letalidade e recuperação da doença no município de Porto Seguro, trazendo calmaria para população e para os turistas, e até ontem a Prefeitura usa no seu Instagram.

  • Liderou espiritual e politicamente o curso ministrado pela Unimes, Universidade Metropolitana de Santos, e seus 67 alunos com suas famílias que mudaram para Porto Seguro, afim de fazer essa pós-graduação de capacitação para a prova de revalidação junto ao Conselho Federal de Medicina. Porto Seguro obteve a segundo melhor resultado nas provas que davam o direito dos médicos estrangeiros de ter o seu CRM. E isso no meio de uma pandemia dos infernos.

  • E por fim, se revelou articulador político e fundador da “Aliança do Bem”, fazendo com que fosse convidado para assumir como vice prefeito Paulinho Tôa a Tôa, condição “sine qua nonpara que a família Soares, sobre a liderança da Dra. Raissa, apoiaria Jânio Natal, que foi atendido e tudo se fez vitória. A primeira vitória como articulador político por pura necessidade de sobrevivência. Somos testemunhas dessa negociação política que se logrou vitoriosa. A verdade do fenômeno político se tornou tão forte e verdadeiro que a Dra. Raissa Soares se alastrou por toda a Bahia. O primeiro a ganhar com isso foi o próprio Jânio Natal.

O que sei e vi é que o Geraldo da Dra. Raissa sempre manteve a fé, a esperança e trabalhou o amor pelas pessoas no momento mais crítico de suas vidas, penso. E ele fez isso todos os dias sem cessar. Motivando-nos e fazendo acreditar que se nós pegássemos essa doença mortal, tinha tratamento e cura. Eu senti o pânico literalmente na pele, a ponto de inchar todo meu rosto, um sintoma estranho, mas vascular, e lá estava o tratamento precoce, e que passei a me tratar tendo como médica a hoje famosa Dra. Raissa, e me curei junto com minha esposa, e de acordo com a certeza do Geraldo. Que maravilhas experimentamos aqui em Porto Seguro com esses dois.

Enfim, sem dinheiro no bolso, mas com uma missão e a paixão de ver o protocolo feito pela esposa, curando pessoas e salvando-as da morte muitas vezes certa, o entusiasmo tomou conta dele, e vi muitas vezes se emocionar com os casos que ele mesmo gravava dos pacientes da Dra. Raissa Soares, recebendo alta médica. Ele vai para memória nossa como o herói invisível. Só não ficou invisível aos olhos da cidade vizinha Eunápolis que concedeu para ele o título de cidadão Eunapolitano votado com unanimidade a seu favor, até o PT e o Psol votou a favor que concedesse o título. Mesmo sabendo que ele é ferrenhamente Bolsonaro. Os relevantes serviços prestados falaram mais alto, afinal vidas foram salvas.

A Seara da Política, o novo mundo para eles

Entrando no tema política, ao contrário do que muitos pensam, a entrada de Dra. Raissa nesse mundo nunca foi algo premeditado, planejado e nem sequer imaginado, tenho certeza disso porque nós aqui sabíamos o que eles vieram fazer na cidade. Porém, com todos os feitos realizados pelo casal Soares ao salvarem vidas e juntamente com sua grande exposição midiática por fazerem vídeos que tinha a intenção de informar o povo e salvar suas famílias da morte. E com o decorrer do tempo e no embalo da politização da pandemia, eles foram acumulando inimizades políticas, pessoais e desavenças publicas passaram a ser diárias, seja por suas declarações contra o “lockdown”, seja por causa da utilização de hidroxicloroquina e ivermectina no tratamento da doença e ou por causa das recorrentes falas de apoio ao presidente da república Jair Messias Bolsonaro. Isso tudo colocou políticos de esquerda baiana e os caciques antigos da política em polvorosa, e elegeram Raissa um alvo a ser batido, um inimigo a ser destruído. Começando daí, talvez, a fase mais difícil para família Soares, que tiveram suas vidas esmiuçadas, xingados em praça pública, foram vasculhadas por veículos de mídia, chuvas de “fake News” sobre as ações da doutora, sem contar as demissões por ela sofridas provindas do poder público estadual e municipal, por pura perseguição ideológica e adeptos da política marginal. Eles estavam apenas fazendo um trabalho missionário e entusiasmados com as curas. Apenas isso.

Para defender a sua família e terem possibilidade de continuar ajudando a população através do devido atendimento aos acometidos pela Covid, Geraldo e Raissa, tiveram que tomar partido em relação a eleição municipal que se aproximava, até mesmo para continuarem a morar em Porto Seguro, Bahia. De um lado estava o grupo político da então prefeita, que na ocasião se tornou adversária por conta do Rui Costa, e motivos menores, somando a ela mais o grupo político do ex-prefeito Ubaldino (condenado por desvios de verbas públicas), e mais tudo isso com o apoio do PT e do governo do estado, além dos ataques do Psol. A vitória dessas pessoas significaria muita perseguição ao trabalho da doutora, que provavelmente, sem apoio iria se ver obrigada a ir embora da cidade e encerrar seus atendimentos na região. Por isso se aliaram politicamente ao outro lado, surge a figura de um também ex-Prefeito Jânio Natal, então deputado estadual. Que já era paciente da doutora, havia sido tratado por ela quando teve Covid 19, uns meses antes, passando a ser um grande defensor do trabalho de da médica, tecendo elogios públicos e nas redes sociais. Porque passou a ver as pessoas curadas depois de passar pelo tratamento médico implementado pela doutora.

A união de Jânio Natal, Paulinho Tôa Tôa, Raissa e Geraldo Soares, gerou a “Aliança do Bem” um grupo político com intenções de ajudar Porto Seguro e pensando no bem da população. Decorrente a isso logo surgiu o convite para a doutora fosse a secretaria de saúde do município, convite que por pressão popular feito junto ao candidato de ver algo certo e palpável, claro, se caso houvesse vitória nas urnas. Essa proposta e a essa aliança formada por pessoas visivelmente bem-intencionadas, alvoroçou de maneira positiva a política na cidade e por incentivo do povo o casal Soares entrou de cabeça na política. Logicamente a médica ainda conciliava tudo isso, com seu trabalho, que nunca foi interrompido de atender os doentes do Covid 19. E isso fez com que o Pastor Geraldo Soares assumisse a articulação política, auxiliando a aliança do bem, com estratégias, ações pontuais na cidade e desmontando quaisquer narrativas deturpadas do grupo adversário. Nesse momento Geraldo pôde colocar em prática suas habilidades políticas. O resultado de tudo isso, logicamente foi a vitória de Jânio, o que não somente possibilitou que a família Soares permanecesse em Porto Seguro, mas também pudessem ampliar o tratamento e atendimento a covid-19.

E mesmo depois de todo esse tempo o propósito dos Soares de salvar vidas se mantem o mesmo, porém agora é a nível de estado. Finalizo aqui com uma fala de Geraldo Soares, com um dos vários motivos que o motivaram a aceitar esse desafio:

eu vi uma política de trevas, marginais que não estão nem aí se vai morrer ou não, eu vi comentários deles dizendo que já era velho ou velha como se isso fosse pré-requisito para se deixar a pessoa a morrer, eles sabiam que tinha tratamento a doença, não moveram nem uma palha para tratar o povo. São políticos sujos, de trevas, e aí me levantei para combater isso e do lado de uma heroína, que considero, minha esposa, que se arriscou milhares de vezes para salvar o próximo que vinha e vinham em famílias inteiras de Covid 19. Eu não aceito mais que eles sejam líderes políticos nossos de novo. Porque na verdade não são, me vi distribuindo milhares de comprimidos e vitaminas para o povo, além de comida, enquanto eles pegavam o dinheiro da Covid enviada pelo Presidente Bolsonaro e faziam asfalto, propaganda e desviavam o resto, compravam respiradores e que nem serviam para Covid, um total amadorismo e falta de vontade de acertar as decisões a favor das pessoas adoentadas. Vim para colocar uma Igreja em Porto Seguro, e me vi sendo pego dando cestas básicas, remédios, cobertores, colchões, água mineral, saúde, médicos e dinheiro para o povo, coisas que os políticos deveriam estar empenhados a fazer. Não apareceu um para contar a história e nem fazer algo pelos adoentados e os idosos que morriam mais. Insensíveis, mentes criminosas que na verdade odeiam o povo, mas precisam deles para o voto”.

Diante de tantas testemunhas em Porto Seguro, e o meu testemunho digo que essa família abraçada pelo povo baiano entra numa nova dimensão agora, a política. E nessa seara eles precisam ter autoridade e poder para permanecer o legado que construíram o de salvar vidas e agora salvar a Bahia, e fazer dela gigante outra vez. E vão juntos com a bandeira da saúde a ser defendida com a autoridade e o poder que o povo credita nela, Dra. Raissa Soares e o seu herói invisível, o marido. Coisas que só nos de Porto Seguro sabemos.

O Reverendo e Pastor Geraldo M M Soares, formação Batista, e enviado para o trabalho missionário e pastoral, advindo pela Igreja Batista Central de Venda Nova, IBCV, Belo Horizonte, formado em Teologia e Licenciatura em Filosofia e especificamente em Cristã, autor de 12 livros incluindo o livro “O que é a Verdade?” e “A Mata Escura “e o “Como acessar a glória de Deus e dominar a glória dos homens”, “A Glória de Deus e a glória dos homens”, seu trabalho apostólico de ser fundador e reparador de Igrejas, mestre na Palavra de Deus, pregador pentecostal avivalista, livros editados pela cobertura cristã, expostos na Amazon americana e brasileira, livraria cultura e no Google. Fundador do Amor e Vida Eterna, Aviva Brasil radio, Aviva Brasil TV e o Aviva Brasil Cast. Marido da Dra. Raissa Soares, 4 filhos e outros filhos na fé que vieram pela pregação do Evangelho. A escrita dos livros e sua pregação é referência no que relaciona a Glória de Deus e a glória dos homens na Teologia.

Ainda tenho o sonho de colocar a Igreja em Porto Seguro, que vai se chamar Arena Aviva Brasil.” Disse para mim, depois de tudo que ele fez, ainda pensa nisso, que é tão fácil. Depois de tudo que fizeram. Vai entender! Eu sou Kevin Eleto, coluna Gente de Verdade. Empresário e colunista, e agora testemunha.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!