O SEU PORTAL NA BAHIA

Notícias Mundo

Jornalista britânico e indigenista da Funai desaparecem no Amazonas; PF e Marinha são acionadas

Bruno Pereira e Dom Phillips estavam no Vale do Javari; funcionário em licença da Funai teria recebido ameaça de morte

Jornalista britânico e indigenista da Funai desaparecem no Amazonas; PF e Marinha são acionadas
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Polícia Federal e a Marinha foram acionadas para realizar buscas pelo indigenista Bruno Pereira, servidor em licença da Fundação Nacional do Índio (Funai) e membro da União das Organizações Indígenas do Vale do Javari (Univaja), e pelo repórter britânico Dom Phillips, colaborador regular do ‘The Guardian’, um dos jornais mais respeitados do mundo. Segundo a Unijava, Pereira e Phillips viajavam pelo Vale do Javari, região no oeste do Estado do Amazonas, próxima à fronteira com o Peru – os dois teriam visitado uma base da Funai em Lago do Jaburu, onde o jornalista fez algumas entrevistas com indígenas no sábado, 4. Na manhã de domingo, 5, os dois iniciaram o retorno para a cidade de Atalaia do Norte; eles teriam combinado uma visita prévia à comunidade São Rafael, onde Pereira se reuniria com um homem apelidado de ‘Churrasco’, para consolidar trabalho conjunto entre indigenistas e a comunidade. Eles chegaram no local por volta das 6h da manhã, onde falaram com a esposa de ‘Churrasco’, já que o mesmo não estava lá, e, logo em seguida, continuaram o caminho rumo a Atalaia do Norte, onde deveriam ter chegado por volta das oito ou nove horas. Não houve mais contato com o brasileiro e o britânico desde então.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!