Ugart retorna com foco na regionalização e produtos nacionais

Ugart retorna com foco na regionalização e produtos nacionais

A 35ª edição da Ugart espera ainda capacitar os agentes de viagens presentes.

Depois da pausa forçada pela pandemia da covid-19, 853 dias desde aquele 30 de março de 2019 quando a 34ª edição da Ugart foi encerrada, a feira reabriu para o trade nesta sexta-feira (30), na capital do Rio Grande do Sul. Com a expectativa de trazer 2,4 mil participantes entre os dois dias de realização, o evento foca em produtos nacionais mais regionalizados, abrindo espaço para novas empresas brasileiras.

Apesar do início atípico, sem uma grande cerimônia de abertura para evitar grandes aglomerações na entrada, a feira manteve o espírito dos eventos do trade, contando com a participação ativa de público que até o fim da tarde deste sábado (31) poderão conhecer os produtos de 230 marcas divididas em 110 estandes.

Fabian Saraiva, presidente da Ugart
Fabian Saraiva, presidente da Ugart

De acordo com o presidente da Ugart, Fabian Saraiva, a recuperação do turismo teve início em junho com destaque para os produtos nacionais e que 2022 é promissor. “O que mais me surpreendeu foi a forma com que os destinos brasileiros se reinventaram durante a pandemia e hoje estão aqui expondo produtos mais sofisticados e regionalizados”, destacou.

“Até o fim do ano devemos continuar a ter os destinos nacionais como principal destaque, mas já estamos nos preparando para um ano de 2022 com mais demanda internacional, resultado das flexibilizações de vários países”, concluiu o executivo da Ugart.

A 35ª edição da Ugart espera ainda capacitar os agentes de viagens presentes com uma série de painéis que buscam tornar os profissionais independentes em “Influencers” de suas marcas e promover novos negócios, realizando uma rodada de reuniões no segundo dia de feira.

Share