Quatro das seis vítimas do naufrágio no Pantanal eram da mesma família

Geraldo Alves de Souza, de 78 anos, foi vereador da cidade de Rio Verde, em Goiás; seu irmão, genro e neto também estão entre os mortos; 14 tripulantes da embarcação foram resgatados com vida

A Polícia Civil do Mato Grosso do Sul identificou as seis vítimas do naufrágio que ocorreu no rio Paraguai, próximo a Corumbá, nesta sexta-feira, 15, após um vendaval atingir diversas cidades do Pantanal. São elas: Fernando Gomes de Oliveira, 49, Fernando Rodrigues Leão, 44, Geraldo Alves de Souza, de 78, Olímpio Alves de Souza, 71, Thiago Souza Gomes, 18, e Vitor Celestino Francelino, 64. Uma pessoa segue desaparecida. No momento do acidente, 21 pessoas estavam na embarcação turística – 14 foram resgatados com vida. Geraldo e Olímpio eram irmãos e o adolescente de 18 anos, sobrinho de um dos sobreviventes, o urologista Geovanne Furtado Souza, de São José do Rio Preto (SP).

Barco que Naufragou no Pantanal

Geraldo, inclusive, foi vereador de Rio Verde, em Goiás. A prefeitura da cidade decretou luto oficial de três dias e a Câmara Municipal emitiu uma nota de pesar lamentando a tragédia. “A Câmara Municipal de Rio Verde, por meio de seu Presidente Lucivaldo Medeiros, Vereadores e demais Servidores, vem a público manifestar profundo pesar pelo falecimento dos rio-verdenses Geraldo Alves de Souza (popularmente conhecido como Geraldo Bilú), seu irmão Olímpio Alves de Souza, seu genro Fernando Gomes de Oliveira, seu neto Thiago Souza Gomes e o amigo Fernando Rodrigues Leão, ocorrido nesta sexta-feira (15) após naufrágio de um barco-hotel no Rio Paraguai, na região do Pantanal Sul-mato-grossense

. Cabe aqui destacar o trabalho e a relevante contribuição que o Geraldo Bilú deu ao progresso de nossa cidade, seja como membro da Loja Maçônica Estrela Rio-Verdense, seja como vereador e também como Presidente do Sindicato Rural de Rio Verde. Aos familiares e amigos, nossos sinceros sentimentos e que Deus possa confortá-los neste momento de tamanha dor”, diz a íntegra do texto.

Share