PT afasta vereador que abriu caixão para provar que homem não morreu de Covid-19

PT afasta vereador que abriu caixão para provar que homem não morreu de Covid-19

William Faria gravou vídeo do momento em que usa facão para abrir lacre de caixão de homem com 92 anos; vereador deve responder no Conselho de Ètica

O Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais anunciou nesta terça-feira, 27, o afastamento do vereador William Faria, da cidade de Santa Bárbara do Leste, que divulgou nas redes sociais um vídeo dele mesmo usando um facão para abrir o caixão de um idoso e comprovar que ele não tinha morrido por causa da Covid-19. As imagens mostram o político com um atestado de óbito ao lado de familiares do morto em um cemitério da região. “A gente vai abrir esse caixão para a gente ver o que tem aqui dentro, para a gente ver o respeito a um senhor de 92 anos”, diz, antes de usar um facão para abrir o lacre e mexer na sacola que envolve o corpo do idoso. William reclama do fato de que não há adornos ou flores dentro do ataúde, o que é proibido por um protocolo sanitário do Estado de Minas para aqueles pacientes que morreram por causa do novo coronavírus. O vereador fala, ainda, que vai enviar o corpo de volta à funerária para que ele receba o tratamento correto.

Em nota, o PT-MG lembrou que os caixões das vítimas de Covid-19 são lacrados por medida do Ministério da Saúde e afirmou que o vereador deve responder administrativamente no Conselho de Ética do partido, podendo ter sua expulsão decretada. No momento, ele está apenas afastado do PT. “Num dos momentos mais delicados vividos por toda a população mineira e brasileira em função da pandemia do novo coronavírus, a atitude do vereador representa uma ação violenta e desnecessária, além de ser uma grave ameaça à segurança sanitária”, diz trecho do documento.

Share