Presidente da LaLiga diz que saída de Messi do futebol espanhol foi ‘um pouco traumática’

Presidente da LaLiga diz que saída de Messi do futebol espanhol foi ‘um pouco traumática’

Javier Tebas ironizou as ‘decisões inteligentes’ da diretoria do Barcelona e afirmou que o novo financiamento da liga manteria o craque no time catalão

O presidente da LaLiga, Javier Tebas, declarou nesta quinta-feira, 12, que a saída de Lionel Messi do Barcelona e do futebol espanhol foi “um pouco traumática” e ironizou ao dizer que o clube catalão “tem gente muito inteligente tomando decisões, e nas últimas decisões é que estão percebendo”. Tebas citou o acordo “histórico e excepcional” obtido para o projeto LaLiga Impulso junto com o fundo de investimentos CVC, que foi aprovado sem a anuência de Barcelona, Real Madrid e Athletic Bilbao. “Ao Barcelona correspondiam 275 milhões de euros deste acordo, mas o Barcelona tem gente muito inteligente tomando decisões, e nas últimas é que estão percebendo”, ironizou o dirigente, que lamentou a saída de Messi. “Não conheço os números do Barcelona para reduzir a folha salarial, mas com 15%, se tivessem aceitado esse tipo de financiamento, teriam quase 40 milhões que ajudariam a ter um elenco mais competitivo, com Messi e mais”, argumentou.

Leonel Messi – Argentino – Hoje Jogador do PSG da França

Em entrevista coletiva, Tebas enfatizou que “é evidente que o objetivo é sempre ter os melhores jogadores na liga espanhola”. “Saíram Neymar, Cristiano Ronaldo e, agora, Messi. Foi uma saída um pouco traumática porque durante quase um mês inteiro estava tudo bem, mas acabou saindo. A saída machuca, mas trabalhamos muito para que o valor dos nossos direitos não diminua”, manifestou. Apesar das referências ao acordo financeiro ao qual o clube se opôs, o dirigente opinou que “o Barcelona não ficou sem Messi por causa disso, e sim por outras questões”. “O Barcelona tem uma dívida e teve prejuízos na temporada passada”, comentou o presidente da LaLiga.

Share