Paraguai condena ex-senador a 7 anos de prisão por corrupção

Paraguai condena ex-senador a 7 anos de prisão por corrupção

Aos olhos da Justiça, Óscar Gonzalez Daher obteve enriquecimento ilícito e falso testemunho

O Tribunal de Penas do Paraguai condenou nesta quinta-feira, 12, o ex-senador conservador Óscar Gonzalez Daher a sete anos de prisão por dar falso testemunho e obter enriquecimento ilícito enquanto cumpria seus cargos no país. Ele foi absolvido, porém, do crime de lavagem de dinheiro após cerca de um dia de deliberação da Justiça. O filho do político, Óscar González Chaves, foi condenado a oito anos de prisão pelos crimes de falso testemunho, enriquecimento ilícito e lavagem de dinheiro. A pena proíbe que os dois exerçam qualquer cargo público por sete anos e prevê o confisco de 5.903.000.362 guaranis (cerca de R$ 4,4 milhões) e também de 50% a 100% dos saldos das contas de González Daher. No caso do filho dele, a apreensão foi de 29.237.656.115 guaranis (cerca de R$ 21,6 milhões) e apreensões entre 50% e 100% de seu saldo. Os dois vão cumprir a prisão na Penitenciária Nacional de Tacumbú, em Assunção, a princípio em regime fechado.

Share