Pandemia: 17 Pessoas se recuperam do COVID e 16 continuam internados em Porto Seguro

Pandemia: 17 Pessoas se recuperam do COVID e 16 continuam internados em Porto Seguro

Os dados são do Boletim da Secretaria de Saúde de Porto Seguro, divulgado no final de hoje.

A Prefeitura divulgou agora a tarde os novos números para o COVID em Porto Seguro. Os números finais continuam mostrando resultados positivos na luta contra a Pandemia.
No período de 14/03/2020 a 15/04/2021, foram 17.915 casos de COVID-19, sendo 7.115 confirmados e 10.800 suspeitos, classificados de acordo com a sintomatologia clínica. A cidade acumula hoje cerca de 17.645 pessoas recuperadas, totalizando um percentual de 98,5% entre os suspeitos e confirmados de COVID-19, sendo 143 óbitos desde março/ 2020.

Detalhamento do dia:
Casos novos do dia: 49 | Internados: 16 | Recuperados: 17 | Aguardando resultado: 18 | Isolamento Domiciliar 111 pessoas
Óbitos do dia: 01
O Paciente que veio a óbito no dia de hoje trata-se de um homem de 97 anos, sem comorbidades, residente do bairro Village.

Total de leitos clínicos: 49
UPA Frei Calixto: 17 leitos | UPA Arraial d´Ajuda: 10 leitos | P.A Trancoso: 2 leitos | Hospital das Clínicas de Eunápolis: 20 leitos
Total de leitos UTI: 40
Hospital das Clínicas de Eunápolis: 20 leitos | HRDLEM: 10 leitos | Neuroccor : 10 leitos

NOTA
De acordo com os Cards publicados pela Secretaria de Saúde dos 49 leitos clínicos 20 estão no município de Eunápolis e quando se trata de leitos de UTI´s, 20 também estão no Hospital da Clínicas de Eunápolis.
Como Porto Seguro é considerada pela SESAB uma regional, não podemos afirmar que todos os leitos clínicos e UTI´S disponibilizados no município, estão sendo utilizados por pacientes da cidade.

Informações Técnicas
De acordo com o Ministério da Saúde (2020), o quadro clínico da COVID-19 é caracterizado inicialmente como uma síndrome gripal (SG), apresentando pelo menos dois (2) dos seguintes sinais e sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, diarreia, mialgia, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou gustativos, podendo ser diagnosticado através de investigação clínico-epidemiológica, além de uma correta anamnese e exame físico adequado ao paciente.
Os casos suspeitos e confirmados de COVID-19 podem ser classificados de acordo com os sinais e exames realizados sendo os critérios:
Clínico quando o paciente apresenta sinais clínicos típicos com síndrome gripal suspeita de COVID-19 (Ex: anosmia- perda de olfato e/ ou ageusia – perda do paladar). Clinico-epidemiológico quando além de apresentar sinais clínicos compatíveis com síndrome gripal suspeita de COVID-19, o doente teve contato com caso confirmado. Clinico-Imagem quando além de apresentar sinais clínicos compatíveis com síndrome gripal suspeita de COVID-19, tem imagem típica na tomografia computadorizada de tórax. Laboratorial quando o doente com ou sem sintomas gripais, realiza algum exame para diagnóstico de COVID-19 tendo seu resultado positivo ou reagente. Desde o dia 07/01/2021 o boletim epidemiológico municipal da COVID-19 foi atualizado incluindo novas informações substituindo a nomenclatura de Síndrome gripal e incluindo as várias formas de avaliação para incluir como casos suspeitos ou confirmados da COVID-19.



Share