O SEU PORTAL NA BAHIA

Notícias Justiça

TSE aprova regras que restringem lives em residências oficiais

Nova regra, proposta pelo corregedor-geral eleitora, Benedito Gonçalves, vale para prefeitos, governadores e presidente da República

TSE aprova regras que restringem lives em residências oficiais
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu restringir, nesta quinta-feira, 19, as transmissões ao vivo (lives) em residências oficiais quando em caráter eleitoral. A nova regra vale para prefeitos, governadores e presidente da República. A medida começou a ser discutida na última terça-feira, 17, quando a Corte Eleitoral rejeitou as ações que acusavam o ex-presidente Jair Bolsonaro de usar indevidamente as residências oficiais para realização de lives durante a campanha. A aprovação da tese, proposta pelo ministro Benedito Gonçalves, corregedor-geral-eleitoral, refina o parágrafo 2º do artigo 73 da Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997), com o objetivo de resguardar esses locais durante a corrida eleitoral.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!