O SEU PORTAL NA BAHIA

Notícias Justiça

Por 5 votos a 2, TSE condena Bolsonaro à inelegibilidade pela segunda vez

Ex-presidente, que já havia perdido os direitos políticos em ação sobre reunião com embaixadores, sofre novo revés eleitoral em razão do 7 de Setembro de 2022

Por 5 votos a 2, TSE condena Bolsonaro à inelegibilidade pela segunda vez
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) foi condenado à inelegibilidade pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pela segunda vez nesta terça-feira, 31, por 5 votos a 2. Além de Bolsonaro, o ex-ministro Walter Braga Netto também tem seus atos julgados pela Corte. O ex-presidente e o ex-ministro da Defesa, que compôs a chapa de Bolsonaro no pleito do ano passado como vice, são acusados de abuso de poder político e econômico no bicentenário da Independência, em 7 de Setembro de 2022, que ocorreu durante a campanha eleitoral para a presidência da República. As ações foram movidas pelo PDT e pela senadora Soraya Thronicke (Podemos-MS) que alegaram, também, uma conduta  proibida com agentes públicos nas eleições do ano passado.

Veja como votou cada ministro do TSE:

Ministro Benedito Gonçalves, relator do caso – Votou pela inelegibilidade dos dois indiciados, com multa de R$425,6 mil para o ex-presidente e multa de R$212,8 mil para Braga Netto

Ministro Floriano de Azevedo Marques Neto – Votou para tornar Bolsonaro e Braga Netto inelegíveis, além da aplicação de multa seguidas pelo relator

Ministro André Ramos Tavares – Votou pela inelegibilidade de Jair Bolsonaro e Walter Braga Netto, com aplicabilidade das multas seguidas pelo relator

Ministra Cármen Lúcia – Votou pela inelegibilidade de Jair Bolsonaro e Walter Braga Netto, com aplicabilidade das multas seguidas pelo relator

Ministro Nunes Marques – Impôs ao ex-chefe do Executivo multa de R$40 mil e rejeitou a condenação por inelegibilidade; absolveu Braga Netto

Ministro Alexandre de Moraes – Votou pela inelegibilidade dos dois indiciados

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!