O SEU PORTAL NA BAHIA

Notícias Ciência & Tecnologia

Grande asteroide passa próximo à Terra e só é descoberto dias depois por observatório

Objeto denominado 2023 NT1 está entre os maiores que chegaram tão perto do planeta nos últimos tempos e acendeu um alerta para asteroides potencialmente perigosos

Grande asteroide passa próximo à Terra e só é descoberto dias depois por observatório
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Um asteroide passou próximo do planeta Terra no dia 13 de julho, mas não foi descoberto até o dia 15 de julho pelo observatório Atlas na África do Sul. Denominado 2023 NTI, o objeto tem cerca de 60 metros de diâmetro, um dos maiores que passaram próximos à Terra nos últimos tempos. O asteroide voou a cerca de um quarto de distância entre a Terra e a Lua – a mais de 96.500 km.
A distância é considerada segura, mas causou um alerta sobre como objetos potencialmente perigosos podem voar perto da Terra de maneira despercebida. Com esse tamanho, 2023 NT1 pode causar danos significativos. O meteorito de Chelyabinsk, que feriu cerca de 1.500 pessoas e danificou mais de 7.000 casas e prédios quando caiu na Rússia em fevereiro de 2013, tinha apenas 20 metros de diâmetro.

Segundo a Agência Espacial Europeia (ESA), estatisticamente, asteroides deste tamanho atingem a Terra uma vez a cada 50 a 100 anos e podem ser catastróficos, como prova o caso da extinção dos dinossauros em sua teoria mais aceita pela comunidade científica.

Meteorito de Chelyabinsk, que feriu cerca de 1.500 pessoas e danificou mais de 7.000 casas na Rússia em fevereiro de 2013. / Andrey Tkachenko/Reuters

Outro caso mais recente ocorreu em novembro de 2021, quando o asteroide 2021 UA1 foi identificado horas após passar razoavelmente próximo a satélites em órbitas geoestacionárias, a apenas 3 mil km de altitude da Terra.

Muitos asteroides como 2023 NT1 que voam em direção à Terra não são facilmente detectados pelos cientistas, pois refletem a luz solar, especialmente objetos considerados pequenos na escala do espaço.

A ESA estima que pode haver 1 milhão de asteroides na mesma faixa de tamanho de 30 a 100 metros voando próximos da Terra. Mais de 98% deles ainda não foram descobertos, segundo a agência espacial.

Asteroides pequenos, com menos de um quilômetro de diâmetro, são chamados de meteoroides. Quando adentram a atmosfera terrestre, passam a ser chamados de meteoros – que podem se fragmentar em meteoros menores, devido ao atrito com o ar, se tornando, então, vários meteoritos.

FONTE/CRÉDITOS: CNN Brasil
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!