Governo aplica multa de até 10 milhões a figurões da Globo

Em 2020, a Receita Federal já havia acusado a Globo de ”associação criminosa”

Globo foi acusada de ”associação criminosa” por supostamente fazer a ”pejotização”. Entenda

A Receita Federal está de olho em dezenas de integrantes da emissora, como William Bonner, Déborah Secco, Reynaldo Gianecchini, Malvino Salvador e Maria Fernanda Cândido. De acordo com a UOL, segundo o órgão do Governo, eles usam o ”PJ” (Pessoa Jurídica) de forma irregular, para pagar menos impostos, método conhecido como ”pejotização”, quando empresas optam pelo PJ invés da Carteira Assinada.

O curioso em relação a isso, é que, como sabemos, a maioria dos artistas e jornalistas dessa emissora são de esquerda, e dizem defender a CLT, que custa muito caro para os empregadores, e na verdade só enriquece o governo, pois também prejudica os rendimentos dos trabalhadores. E na ”surdina”, esses mesmos globais preferem utilizar o PJ, que beneficia tanto o empregador quanto o funcionário, por ser mais flexível e pagar menos impostos.

Em 2020, a Receita Federal já havia acusado a Globo de ”associação criminosa” pelo suposto conluio entre a emissora e seus funcionários para efetuar essa ”pejotização”. E as multas impostas pela Receita chegaram até a bagatela de 10 milhões de reais, para uma atriz da emissora que não teve o nome divulgado. É, globais, antes de falar qualquer coisa sobre o país, paguem os seus impostos!

Share