Flamengo acumula quase 50% da premiação prevista e mira nova bolada na Copa do Brasil

Flamengo acumula quase 50% da premiação prevista e mira nova bolada na Copa do Brasil

Rubro-Negro já garantiu R$ 38 milhões desde o início da temporada e precisa de mais R$ 46 milhões para cumprir metas orçamentárias

Com R$ 38 milhões de premiação garantidos na temporada, o Flamengo visita o ABC nesta quinta-feira para confirmar a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil e, de quebra, aumentar esse valor milionário. A classificação – que está muito bem encaminhada após a goleada de 6 a 0 no jogo de ida – vale mais R$ 3,45 milhões aos cofres rubro-negros. 

O valor total que o clube conquistou desde março leva em conta as bonificações conquistadas em três competições: Supercopa, Libertadores e Copa do Brasil. Apesar de significativo, o valor ainda está distante das metas orçamentárias previstas pela diretoria do Flamengo.

Apesar de não detalhar a premiação no orçamento, os dirigentes deram pistas sobre o assunto. Em entrevista ao portal “ge” em março, o vice-presidente financeiro, Rodrigo Tostes, detalhou as fases que o clube precisa chegar em cada competição para alcançar as projeções econômicas:

– Semifinal da Copa do Brasil
– Semifinal da Libertadores
– 2º lugar no Campeonato Brasileiro


Levando em consideração que o semifinalista da Libertadores recebe cerca de R$ 38,2 milhões, o semifinalista da Copa do Brasil, R$ 15,1 milhões, e o vice-campeão do Brasileirão, R$ 31,3 milhões, pode-se entender que o Flamengo espera garantir, no mínimo, R$ 84 milhões em premiação até o fim de 2021. 

Até o momento, o clube garantiu 45% deste total e precisa de mais R$ 46 milhões para cumprir os objetivos.

Rodolfo Landim - presidente do Flamengo

DE OLHO NAS PREMIAÇÕES FUTURAS

Com três competições em disputa, o Flamengo tem diversos cenários possíveis para atingir a meta orçamentária.

Das três frentes atuais do Flamengo, a Libertadores é a que dá o maior retorno financeiro em premiações. Até o momento, o clube acumula 5,55 milhões de dólares (R$ 28,6 milhões na cotação atual) por chegar às quartas de final. Em caso de título, o Rubro-Negro receberia mais R$ 88,5 milhões.

Em seguida na lista dos torneios mais rentáveis aparece a Copa do Brasil. O principal torneio mata-mata do futebol brasileiro já rendeu R$ 4,4 milhões até o momento e tem outros R$ 66,75 milhões em disputa nas fases finais. Por fim, o grande vencedor do Brasileirão 2021 embolsará cerca de R$ 33 milhões.

PREMIAÇÕES DA LIBERTADORES:

Fase de grupos: US$ 3 milhões (R$ 15,6 milhões)
Oitavas de final: US$ 1,05 milhão (R$ 5,4 milhões)
Quartas de final: US$ 1,5 milhão (R$ 7,8 milhões)
Semifinal: US$ 2 milhões (R$ 10,4 milhões)
Vice-campeão: US$ 6 milhões (R$ 31,2 milhões)
Campeão: US$ 15 milhões (R$ 78 milhões)

PREMIAÇÕES DA COPA DO BRASIL:

3ª fase: R$ 1,7 milhão
Oitavas de final: R$ 2,7 milhões
Quartas de final: R$ 3,45 milhões
Semifinais: R$ 7,3 milhões
Vice-campeão: R$ 23 milhões
Campeão: R$ 56 milhões

PREMIAÇÕES DO BRASILEIRÃO:

Campeão: R$ 33 milhões
Vice-campeão: R$ 31,3 milhões
3º colocado: R$ 29,7 milhões
4º colocado: R$ 28 milhões
5º colocado: R$ 26,4 milhões
6º colocado: R$ 24,7 milhões

OBS: no Campeonato Brasileiro há premiação até o 16º colocado. Apenas os quatro clubes rebaixados não recebem nenhum valor.

Share