Diego Castro sobre o 1° de Maio: “Dia que antes era celebrado por preguiçosos de vermelho, hoje é comemorado por verdadeiros trabalhadores de verde e amarelo”

O líder do movimento Bahia Direita, o advogado Diego Castro, se manifestou hoje pela tarde sobre as manifestações do dia do trabalhador. Castro ironizou o sindicalismo da esquerda, destacando o paradoxo nas comemorações deste 1° de maio de 2021:
” Ora! Ora! Quem diria! O dia em que, há muitos anos era comemorado nas ruas por preguiçosos vestidos de vermelho, hoje é tomado por patriotas, verdadeiros trabalhadores de verde e amarelo. Aqueles que produzem e geram riqueza pra nação”.

Diego destacou também avanços na seara econômica nos últimos anos, sobretudo no governo Bolsonaro, e não perdeu a oportunidade de disparar contra o sindicalismo da esquerda:

” Foi só a lei federal 13.467 acabar com a obrigatoriedade do imposto sindical, que o sindicalismo vermelho deixou às ruas. Isso é a prova de que o uso dos recursos nunca foi pelo trabalhador e sim para investimento de militância político-partidária”.

Ainda em comento, completou:
_
” Os verdadeiros trabalhadores têm muito o que comemorar. Temos hoje uma grande conquista do governo Bolsonaro que é a lei de Liberdade econômica, que facilitou e desburocratizou a vida do pequeno e médio empreendedor e contemporizou o Brasil nas relações econômicas e de trabalho, algo que prefeitos e governadores fizeram questão de enjaular nesta pandemia” . Completou.

Em declaração no seu Instagram oficial, Diego Castro afirmou não ter ido às no dia de hoje, “por motivos de força maior, pela primeira vez em muitos anos de militância” (sic). Em conversa com a produção, revelou estar resolvendo “um problema particular familiar” o que o impediu de se fazer presente nas manifestações deste sábado, em Salvador.

Share