Contrato entre governo e Fonte Nova é reduzido em 17 anos; valor também diminuirá

Com víeis politico, esta armação é para beneficiar a campanha de Jaques Wagner

O contrato de parceria público-privada (PPP) entre o Governo da Bahia e a concessionária que administra a Arena Fonte Nova foi reduzido em 17 anos. Antes com prazo de vigência até 2045, o vínculo agora será encerrado em 2028. A informação foi publicada na edição desta quinta-feira (28) do Diário Oficial do Estado (DOE). 

Além disso, o valor também sofrerá redução, de R$ 183 milhões para R$ 102,3 milhões anuais. Porém, como o Termo Aditivo divulgado pelo governo Rui Costa (PT) prevê a amortização das parcelas, serão pagos R$ 256,89 milhões a cada ano.

“A repactuação [reajuste no valor] está coerente com os desafios trazidos pela pandemia, iniciada em março de 2020, e permite ainda que o Governo do Estado tenha ampliada a margem para a realização de novos investimentos via PPP, em especial nas áreas de infraestrutura e mobilidade”, disse a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), em nota enviada ao Bahia Notícias.

O contrato da Fonte Nova com o governo da Bahia foi firmado pelo ex-governador Jaques Wagner (PT), em janeiro de 2010, pelo prazo inicial de 35 anos. 

Fonte: Manoel Celestino

Share